As visitas virtuais a imóveis mantêm os negócios imobiliários aquecidos. Saiba mais!

Índice

Visitas virtuais a imóveis mantêm negócios imobiliários aquecidos

Atendimento a protocolos de saúde e medidas de segurança de corretores previamente autorizados ainda evita que unidades fiquem vazias por mais tempo, minimizando inadimplência da cota condominial

Não é novidade que com o surgimento da pandemia de Covid-19 as experiências virtuais tenham se tornado ótimas soluções para diversas necessidades, como o home office e o ensino à distância, por exemplo. E o mercado imobiliário também encontrou na tecnologia uma alternativa certeira para ajudar quem busca por imóveis para alugar ou comprar: a visita virtual.

E além de ter sido a solução perfeita para manter o mercado imobiliário aquecido durante os tempos de incerteza sanitária, a visita virtual também aumenta a segurança do condomínio e é uma ótima alternativa para outros perfis e necessidades, como pessoas que buscam imóveis em outras cidades, ou mesmo para quem mora longe e quer otimizar o tempo, evitando longos deslocamentos.

Na verdade, antes mesmo da pandemia surgir, o QuintoAndar, maior imobiliária digital do Brasil, já havia lançado a modalidade de visita por vídeo de forma bem sucedida, em 2019, tendo como apoio os aplicativos de mensagem.

O que é e como funciona uma visita virtual?

A visita virtual é uma forma de apresentar um imóvel para uma pessoa interessada em sua compra ou locação, sem que ela precise sair de casa.

Por aplicativo de mensagens, um corretor autorizado entra em contato com a pessoa interessada no imóvel para fazer o agendamento da visita, que neste caso deverá ser virtual. No dia e horário agendados, esse profissional conduz um tour ao vivo, por vídeo-chamada, pelas instalações do imóvel e do condomínio.

Como é feita a visita virtual

  1. O corretor passa por cada cômodo do imóvel, apresentando tudo detalhadamente – se possível, a partir do uso da câmera traseira do celular, cuja resolução de imagem geralmente é melhor;
  2. Simultaneamente, o profissional pode responder dúvidas comuns do interesse do futuro morador, como, entre outras: – Funcionalidade e disposições de tomadas e interruptores; – Adaptações e conversões; – Condições hidráulicas; – Funcionamento de áreas do condomínio; – Avarias do imóvel; – Necessidades de reparos.
  3. Com o apoio de acessórios que fazem parte do kit de qualquer bom corretor, como uma trena, por exemplo, a pessoa que conduz a visita virtual pode oferecer ainda informações mais específicas sobre o imóvel, como: – Medidas e alturas de estruturas; – Tamanhos de cômodos; – Noções de distâncias e espaçamentos.
  4. É possível ainda que a visitação conte com apoio de outros registros visuais e audiovisuais, como fotos e vídeos além do que consta no anúncio do imóvel, no caso de reforçar pontos específicos e lugares próximos na vizinhança do condomínio.

Benefícios da visita virtual para os condomínios

Além disso, essa modalidade de visitação reduz o fluxo de circulação de pessoas nos condomínios, que por conta da pandemia, passaram a contar com restrições maiores em suas áreas sociais.

Autorização prévia

É importante ressaltar que, assim como em visitas presenciais, somente corretores autorizados e pessoas listadas com documentos verificados devem ter acesso aos condomínios e imóveis.

Por isso, como medidas de segurança e confiança, o ideal é que o condomínio solicite a apresentação do Creci e RG do profissional.

Apesar de os regimentos internos variarem de um para outro, uma das formas de evitar possíveis saias justas é o síndico exigir dos proprietários uma lista de imobiliárias autorizadas a trabalhar nos imóveis que administram no condomínio, bem como de seus respectivos corretores.

De toda forma, uma orientação que pode ser solicitada ainda ao corretor é de que faça o agendamento prévio com o condomínio, otimizando a visitação e informando os documentos dos visitantes com antecedência, ficando apenas a conferência no ato, caso seja realizada uma visita presencial.

Protocolo

Mesmo após alguns condomínios restringirem visitações, a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) chegou a orientar que, diante do atendimento do protocolo de saúde devidamente estabelecido, as visitas poderiam ocorrer sem problemas. Nesse caso, para que o corretor autorizado possa realizar visitas in loco nas unidades condominiais, é necessário:

  • Agendamento prévio;
  • Identificação;
  • Autorização do proprietário/síndico;
  • Distanciamento de 1,5m entre as pessoas;
  • Uso de máscara;
  • Higienização de mãos.

Assim, seguindo as orientações do protocolo, bem como as medidas estabelecidas pelos condomínios e seus respectivos síndicos, os corretores autorizados ajudam a manter o mercado aquecido com as visitas virtuais. Especialmente porque, quanto mais unidades estiverem ocupadas, mais facilmente os compromissos do imóvel e do condomínio podem ser honrados, atendendo às necessidades de todos, sejam inquilinos ou proprietários.

Benefícios da visita virtual para o mercado imobiliário

Segundo estudo da AABIC feito em junho de 2020, quando o mercado ainda convivia com incertezas sobre as medidas sanitárias, foi detectada uma redução de pelo menos 70% nos negócios por conta da restrição das visitações.

Portanto, seja por questões de segurança sanitária ou mesmo comodidade, essa prática ajudou a manter as negociações imobiliárias aquecidas, principalmente após o impacto dos primeiros meses da pandemia.

A visita virtual é também uma alternativa para que se mantenha uma potencial negociação que foi desmarcada presencialmente por conta de eventuais imprevistos.

Fonte: Sindiconet

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Como mudar a destinação de uma área comum do condomínio?…
Cresta Posts Box by CP