Calopsita em seu condomínio? Entenda como evitar barulhos e problemas em suas paredes!

142 Grupo Sea - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

Se você pensa em ter uma calopsita em apartamento, saiba que precisa tomar alguns cuidados. Isso porque esse animal pode fazer um pouco de barulho e até danificar as paredes

Apesar de ser menos comum, existem pessoas que optam por ter calopsita em apartamento. Enquanto alguns gostam da ave por ser diferente, há quem se incomode com o barulho. Então, o que fazer para evitar conflitos entre moradores?

Primeiro, é importante saber que é permitido criar animais em apartamento que não tragam riscos à higiene e à saúde dos demais moradores do condomínio. Ainda assim, é preciso tomar alguns cuidados para garantir a boa convivência entre todos.

Por isso, nesta matéria, vamos listar os principais para você evitar problemas no seu condomínio. Veja o que é abordado neste conteúdo:

  • É possível criar calopsita em apartamento?
  • Por que a calopsita é um bom animal para apartamento?
  • Onde deixar a gaiola de calopsita no apartamento?
  • Como criar calopsita solta em apartamento?
  • Como cuidar de uma calopsita em apartamento?

É possível criar calopsita em apartamento?

Sim, qualquer calopsita pode ser criada em apartamento. Isso porque o Ibama classifica o animal como uma ave doméstica. A proibição somente vai existir se o condomínio especificar em regimento interno e houver justificativa para isso.

Apesar de serem dóceis, as calopsitas exigem certo cuidado do tutor. Isso porque requerem certa atenção ao seu bem-estar e qualidade de vida. Aqui, alguns fatores estão incluídos, como:

  • Boa alimentação;
  • Habitat higienizado e tranquilo;
  • Interação constante entre o animal e seu dono.

Por que a calopsita é um bom animal para apartamento?

As calopsitas são aves de grande capacidade de socialização. Por isso, são a escolha de muitas pessoas como pet. Além disso, são inteligentes, mansas e de fácil manutenção. Outras características desse animal são:

  • Exigência de pouco espaço;
  • Baixo custo para criação;
  • Hábitos diurnos, o que faz com que durmam à noite;
  • Baixo odor dos seus dejetos, além de serem pequenos;
  • Baixo risco de fuga, porque se acostumam ao toque e podem até passear nos braços do tutor.

Onde deixar a gaiola de calopsita no apartamento?

O primeiro passo é verificar a personalidade do animal. Se for bastante sociável — essa é a tendência —, o ideal é deixar a gaiola na sala de estar para otimizar a interação social. Por sua vez, se ela for tímida, prefira áreas mais calmas, como o quarto.

Ainda é importante que a gaiola esteja ao nível do seu olhar e encostada a uma parede. Isso ajuda a trazer uma sensação de segurança para o animal. Observe se a área que você escolheu pega alguma corrente de ar. Se sim, troque de lugar.

A mesma regra vale para manter longe de varandas, janelas e quintais, principalmente no período noturno. As calopsitas podem ficar doentes, porque a gaiola fica fria devido ao vento.

Uma alternativa seria cobrir com um lençol ou lona com tela grossa. Porém, o ideal é deixar descoberto durante o dia, já que a ave precisa de interação social. Caso contrário, a calopsita pode fazer barulho para chamar a atenção dos donos e acaba incomodando os vizinhos.

Como criar calopsita solta em apartamento?

Assim como outros animais em condomínio, é importante ter as janelas teladas ou deixá-las fechadas para evitar fugas e acidentes. Ainda que não seja uma situação comum com essas aves, a calopsita solta em apartamento pode causar esse problema.

A pessoa responsável também deve acompanhar o pet para garantir sua segurança. Também é recomendável colocar um rastreador para encontrar a ave, caso algo aconteça.

Além disso, saiba onde o animal está a todo momento. Como a ave é pequena, criar calopsita em apartamento pode fazer com que ela se esconda em algum lugar improvável e até faça um ninho. Por exemplo, em algum canto do sofá.

Como cuidar de uma calopsita em apartamento?

Agora você já sabe que pode criar calopsita em apartamento. Porém, é importante tomar alguns cuidados para evitar incômodo aos vizinhos. Isso porque o animal pode fazer bastante barulho, quando não tiver a atenção desejada. Como resultado, conflitos podem surgir entre os moradores.

Confira o que fazer para equilibrar a qualidade de vida do animal com os cuidados necessários ao morar em condomínio.

1. Compre uma gaiola de tamanho adequado

Muitas calopsitas de apartamento precisam de uma gaiola maior para terem qualidade de vida. Ela não precisa ser enorme, mas é importante garantir que a ave tenha espaço para brincar, exercitar-se e fazer pequenos voos.

Caso seja impossível oferecer tudo isso, procure uma gaiola com largura suficiente para a ave abrir e bater as asas. Além disso, a altura deve permitir que o animal fique empoleirado sem encostar a cauda embaixo.

Ainda opte por ter barras horizontais, que são as preferidas das aves. Isso evitará que a calopsita em apartamento faça barulho.

2. Ofereça refeições de boa qualidade

O ideal é dar preferência às rações especiais para esse tipo de ave. Isso porque são elaborados a partir de nutrientes específicos, que garantem a qualidade da alimentação.

Você também pode dar sementes, frutas, legumes e verduras, mas como petiscos. Nesse caso, sempre pesquise para saber quais alimentos são liberados para evitar problemas.

3. Cuide da hidratação

As calopsitas também precisam de uma boa hidratação para não ficarem estressadas e acabarem fazendo mais barulho do que o permitido em condomínios. Por isso, mantenha o bebedouro da gaiola sempre cheio e com água limpa e fresca. Caso o dia esteja muito quente, a água pode ser gelada.

Faça a troca todos os dias e higienize o bebedouro uma vez por semana. Para a limpeza, use um detergente neutro e um material não abrasivo. Além disso, enxague bem.

4. Dê banhos

Para criar calopsita em apartamento, é importante dar banhos. Esse animal é bastante higiênico e adora se limpar. Inclusive, costuma procurar um local com água para fazer sua higiene quando está na natureza.

Existem 4 principais maneiras de dar banho nesse tipo de ave. Elas são:

  • Vasilha com 1 a 2 dedos de água: deixe-a próxima à calopsita. Quando a ave quiser, ela mesma tomará banho;
  • Borrifador de água: é um pouco polêmico, porque alguns animais gostam e outros, não. A ideia é que a calopsita leve uma borrifada suave quando um gatilho é apertado. No entanto, se ela não gostar, evite, porque será causa de estresse;
  • Chuveiro: é uma das maneiras de tomar banho que as calopsitas mais gostam. O cuidado é com o respingo de sabonetes e xampus, que podem causar irritações e alergias na pele do pet;
  • Chuva: deixe a gaiola na chuva por alguns minutos. A ideia é pegar aquele chuvisco, porque as aves costumam gostar.

5. Brinque e evite deixar a calopsita muito tempo sozinha

Uma reclamação comum em condomínios é que a calopsita grita muito. Isso só acontece quando ela não recebe a atenção desejada. Esse animal gosta muito de interação. Por isso, é importante brincar e evitar que fique muito tempo sem ninguém próximo.

O recomendado é que você tire alguns minutos todos os dias para brincar. Se possível, também tire a calopsita da gaiola e deixe-a fazer algumas atividades com você. Isso costuma deixá-la mais calma.

Outra boa indicação é ter um acessório com o qual ela possa brincar sozinha. Aqui, vale a pena investir em poleiro, balanço, espelho, sino e bolinha. Perceba o que mais interessa ao seu animal e deixe disponível para ele.

6. Atente à hora de dormir

Outro problema comum com calopsita em apartamento é o fato dela gritar assim que vê os primeiros raios de sol. Isso pode gerar conflito com os vizinhos, já que amanhece muito cedo. Especialmente, em algumas cidades, que têm o nascer do sol antes das 5h.

Por isso, coloque um pano ou um lençol sobre a gaiola para deixar o lugar escuro para que ela possa dormir. Esses pets precisam de 10 a 12 horas de sono por dia para ficarem totalmente descansados e desestressados. Portanto, também evite muito barulho.

7. Deixe a calopsita em apartamento tomar sol

Mais uma forma de evitar o estresse desse animal é deixá-lo tomar sol de forma direta. Isso gera a produção de vitamina D e ainda traz tranquilidade ao pet. Assim, a calopsita terá mais um local para aproveitar.

Para facilitar essa exposição, deixe a gaiola próxima à janela. Se for impossível deixar o tempo todo, coloque-a na varanda ou quintal por algumas horas, especialmente no final do dia ou no início da manhã.

Todos esses 7 cuidados evitarão que o seu pet faça muito barulho e incomode os vizinhos. Afinal, essa ave é brincalhona e você nem precisa se preocupar se a calopsita faz muita sujeira, porque ela é higiênica.

Portanto, a atençãodeve ser com o bem-estar. Assim, a calopsita em apartamento viverá feliz e você evitará conflitos no seu condomínio.

Fonte: Síndiconet

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
O temor pela falta de segurança tem levado cada vez…
Cresta Posts Box by CP