Gestão de condomínio: aproveite o início do ano para acompanhar a gestão do seu!

Índice

Começo de ano é época das Assembleias Gerais Ordinárias (AGO). Ótima oportunidade para o condômino acompanhar a gestão e participar ativamente.

Há quem diga que o “esporte” preferido do brasileiro é reclamar. Tratando-se, então, da coletividade que morar em condomínio exige, falar mal de determinadas situações é algo ainda mais corriqueiro.

O valor da taxa condominial que está alta, os custos para o término da obra que não são bem explicados e motivam discussões, ou o síndico que não interfere da forma que deveria em questões do cotidiano do condomínio.

Todas essas são situações que fazem parte da rotina de condôminos e síndicos. Mas na hora de fazer alguma coisa, ou como falamos “botar a mão na massa”, muitos moradores se ausentam.

Uma pena, já que é nesta fase do ano, no primeiro trimestre, geralmente, que os condôminos têm a possibilidade de fazer valer o seu papel operante junto à atuação do síndico.

Entre os meses de janeiro e dezembro, a maioria dos condomínios organizam suas Assembleias Gerais Ordinárias (previsão orçamentária, prestação de contas e eleição do síndico).

Se o morador acha que a taxa condominial está fora da realidade, deve comparecer à assembleia para participar do debate sobre a previsão orçamentária para o ano que decorre.

Na oportunidade, o condômino poderá solicitar certidões negativas de ações cíveis, comprovante de pagamento de tributos, notas fiscais de serviços realizados, balancetes e orçamentos de obras realizadas no ano anterior.

Se na assembleia de prestação de contas ficarem muitas dúvidas sobre os valores demonstrados, faltar clareza acerca dos gastos dispensados, ou indícios de pouca transparência em contratos de prestadores, é recomendável que nada seja aprovado até que novos documentos sejam apresentados e os questionamentos sejam sanados.

Lembre-se que mais do que o empecilho de uma reunião, aprovar as contas do condomínio em inconformidade é prejudicial à coletividade.

Fiscalizar a administração do condomínio não é apenas um direito de todo o condômino como um dever, já que estamos falando de um ambiente coletivo, onde um mau mandato por parte do síndico pode acarretar problemas para todos.

Fonte: Viva o Condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Mofo e bolor: confira algumas dicas de como evitar esses…
Cresta Posts Box by CP