Seu condomínio está organizado para acompanhar a Copa do Mundo?

142 Grupo Sea (3) - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

O mês de novembro será marcado por um dos eventos mundiais mais aguardados: a Copa do Mundo. Mas quando se vive em ambiente coletivo, com muitos vizinhos porta a porta, como nos condomínios, é preciso agir com parcimônia para evitar conflitos.

Bandeiras brasileiras tomarão janelas e sacadas, o som das cornetas e as chamadas “vuvuzelas” irão ecoar por todos os lados e as pessoas se reunirão para assistir às partidas, vibrar e comemorar, em caso de vitória da Seleção.

“O direito de uma pessoa termina onde começa o da outra, então, é necessário que ações sejam conversadas, bem pontuadas e discutidas com todos para que haja consenso e, consequentemente, harmonia”, fala José Roberto Graiche Júnior, advogado especializado em Direito Imobiliário e vice-presidente do Grupo Graiche, empresa que administra mais de 850 condomínios, com 110 mil unidades administradas.

Bandeiras

Sacadas, janelas e varandas devem ganhar as cores verde e amarelo durante o evento esportivo. A pergunta é: a instalação desse tipo de apetrecho é permitida? “De acordo com o Código Civil Brasileiro, inciso III, do artigo 1.336, são deveres dos condôminos não alterar a forma e a cor da fachada, das partes e esquadrias externas. Então, o ato pode ser entendido como uma alteração de fachada, já que a legislação visa justamente evitar interferência no padrão do conjunto arquitetônico”, explica Graiche Júnior.

A fachada compreende toda a área externa que compõe o visual do condomínio, como as paredes externas, sacadas, janelas e esquadrias, portas e portões de entrada e saída do edifício, entre outros elementos que integram a harmonia estética. “Se a colocação de bandeira descumprir as normas que constam na Convenção do condomínio, o síndico poderá enviar advertência definindo prazo para retirada, o que, se não for cumprido, pode gerar aplicação de multa e demais medidas extrajudiciais e judiciais que couberem ao caso”, pontua.

Barulho

Já é grande a movimentação de pessoas organizando festas para assistir às partidas da Copa do Mundo. Mas nem todo mundo gosta de futebol e há quem prefira aproveitar o tempo para estudar ou continuar no trabalho home office; têm moradores cuidando de idosos debilitados; com bebês recém-nascidos; com animais que ficam inquietos com barulho… Como fazer? “É importante lembrar que o barulho excessivo, mesmo dentro do horário permitido no condomínio, pode ser um incômodo e desrespeitar outros moradores. Então, o bom senso é a melhor alternativa para evitar desavenças”, destaca.

Uma medida é a criação de um espaço coletivo para assistir aos jogos, acordado em assembleia e estipulando a divisão de despesas para o momento de confraternização.

Já o ato de soltar fogos de artifício, geralmente, é proibido pelo Regulamento Interno. “Se essa proibição não constar no Regulamento, é recomendada a convocação de assembleia para definição das normas nesse sentido. Além da questão do barulho, são artefatos extremamente perigosos”, salienta o vice-presidente do Grupo Graiche.

Segurança

Outra questão que merece atenção é o entra e sai de pessoas na portaria, em função dos encontros para assistir às partidas. A portaria deve redobrar a segurança para evitar que pessoas estranhas se infiltrem em meio a uma grande quantidade de pessoas e aproveite para entrar no condomínio. “O ideal é que os moradores deixem uma lista de convidados na portaria, com nome completo e número do RG, para conferência”

Comunicação

Para que a diversão na Copa do Mundo esteja garantida sem transtornos, a base de tudo é uma comunicação clara, ressalta Graiche Júnior. “É interessante criar um comunicado com as regras da boa convivência durante esse período ou uma cartilha que lembre do momento festivo, mas esclarecendo e alertando sobre as regras para que não haja problemas”, diz. “É muito importante e necessário compreender que viver em condomínio é partilhar a propriedade e as regras que devem ser seguidas sem que se coloque acima dela nenhum tipo de convicção pessoal”, conclui.

Fonte: Guarulhos Hoje

Fonte: Viva o condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Hoje em dia muito se fala motivar colaboradores e gestores…
Cresta Posts Box by CP