Síndico, entenda como realizar a prestação de contas da forma correta em seu condomínio!

142 Grupo Sea - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

Normalmente realizada entre os meses de janeiro a março, a prestação anual de contas do condomínio é realizada em Assembleia Geral Ordinária e é fundamental para manter a transparência na gestão e assegurar o uso correto dos recursos condominiais. É importante notar, no entanto, que esta obrigação é mais do que uma mera formalidade.

Conforme explica o Coordenador da Comissão de Direito Condominial da OAB de Blumenau, Felipe Fava Ferrarezi, a prestação de contas é exigida por lei. “O artigo 1.348, inciso VIII, do Código Civil estabelece que a prestação deve ser feita em assembleia anualmente ou sempre que for exigida”. Além disso, a tarefa não pode ser delegada e é de responsabilidade do síndico. “Isso consta na Lei 4.591/64, e o síndico pode ter que responder civil ou criminalmente no caso de omissão ou caso tenha as contas rejeitadas”, acrescenta o advogado.

A prestação de contas precisa ser apresentada e aprovada em assembleia, acompanhada de alguns documentos, como certidões negativas, balancetes, notas fiscais, recibos, contratos, seguro em vigor do condomínio, entre outros. Também é preciso disponibilizar todas as informações das receitas, despesas, fundo de reserva, e o relatório atualizado da  inadimplência.

Uma boa maneira de garantir que o processo ocorra da melhor forma possível e dentro de todas as exigências legais é trabalhar em conjunto com o Conselho Fiscal, regularmente. “Mesmo que a lei exija que a prestação de contas seja feita apenas anualmente, é prudente que, periodicamente, o síndico procure colher as aprovações dos conselheiros, e durante o ano, dar informações sobre o orçamento do condomínio, dando assim mais transparência” explica Ferrarezi.

Caso a prestação não seja aprovada, pode-se buscar alternativas, como a realização de uma auditoria das contas, e uma nova assembleia deve ser marcada. “Se mesmo assim não for encontrada uma solução, em último caso deve-se buscar as  medidas judiciais cabíveis”.

Fonte: Viva o Condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Segurança no condomínio requer compromisso de todos, inclusive dos moradores.…
Cresta Posts Box by CP