Confira as possibilidades que estes truques podem trazer para a decoração do seu imóvel!

Índice

Aprenda a escolher o tapete certo na hora de decorar

Arquitetas ensinam truques e possibilidades para quem precisa de uma ajuda no momento da escolha.

Utilizado essencialmente para compor, decorar e incrementar ambientes, o uso de tapetes está além da ornamentação, assumindo funções como definir, delimitar e setorizar espaços. A partir das suas características, o acessório – que remota à cultura e arte persas – costuma oferecer sensações de conforto, bem-estar, acolhimento e aconchego aos seus usuários.

Apesar das particularidades, são inúmeras as possibilidades de uso dos tapetes a partir da sua composição do formato, e/ou das aplicações. Ou seja, é possível ousar na hora de compor o ambiente, investir e decorar o espaço.

Para Agnes e Samara, arquitetas e sócias do Escritório Casa Carvalho, uma boa dica é harmonizar o tapete com os elementos já existentes no espaço, como pisos, sofás e poltronas.

“Os tapetes, assim como os outros itens da decoração, compõem o espaço e o projeto. A sua escolha vai depender muito do contexto. Na decoração existe espaço para tudo, mas em seu devido lugar e momento. Nós quando montamos um espaço, gostamos de destacar a preferência que temos por materiais naturais aos sintéticos, eles trazem consigo texturas diferenciadas e maior conforto ao ambiente”, explica Samara Carvalho.

Aos que apostam na ousadia e modernidade, é possível usar mais de um tapete no mesmo ambiente, seja pela distribuição do mobiliário, ou até pela sobreposição de peças, o que acaba tendo uma maior finalidade decorativa, mas sem perder a funcionalidade de delimitar áreas.

“O tapete como parte integrante da composição espacial vai variar sua dimensão de acordo com a área a qual irá pertencer. Ele deve estar proporcional ao ambiente, abrigando os móveis parcial ou totalmente tanto em pequenos quanto em grandes espaços”, destaca a arquiteta Agnes Carvalho.

Casa ou apartamento, loja ou escritório, o uso do tapete integra a identidade dos espaços, podendo conferir sofisticação, elegância, identidade, leveza ou somente funcionalidade em seu uso. Assim como com qualquer item decorativo, a correta manutenção de suas fibras e estruturas, garantem maior resistência e durabilidade à peça.

Para quem não quer errar na hora de decorar, ou precisa de algumas dicas para fazer a escolha certa, as arquitetas Agnes e Samara, sócias da Casa Carvalho listaram 5 segredos que fazem toda a diferença.

  1. Nas cidades mais frias prefira tapetes com pelos ou fios longos, pois eles aquecem o espaço gerando aconchego e bem-estar. Para ambientes quentes, a preferência são tapetes com pelos curtos ou fibras naturais;
  2. Espaços com crianças ou pessoas com doenças respiratórias devem investir em tapetes com fios curtos, pois eles acumularão menos poeira e sua limpeza será mais fácil;
  3. Quer usar um tapete com formas diferenciadas? Use-os sob elementos de destaque, como por exemplo um berço, uma cama infantil ou uma poltrona;
  4. A maioria das pessoas que possuem animais de estimação preferem não ter tapete em casa, mas as que têm, o ideal é que sigam as mesmas orientações dos que possuem doenças respiratórias. O que precisamos é reduzir o acúmulo de pelos e poeira;
  5. O cuidado à saúde é essencial, por isso experimente incorporar os tapetes sanitizantes de forma lúdica e criativa aos espaços.

Fonte: Vivaocondominio

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Entenda o que aumenta ou reduz o valor da taxa…
Cresta Posts Box by CP