Conheça as características que vão tornar o seu condomínio muito mais valorizado!

142 Grupo Sea - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

Segurança, organização, pintura nova e outros fatores. Saiba o que valoriza um condomínio

Imagine esta situação: você vai alugar ou comprar um imóvel e chega para visitar o local e o condomínio está todo desorganizado, pintura velha, não tem segurança e nem área de lazer.

Pode ser que o valor deste imóvel seja menor comparado a outros. Entretanto, se você comprá-lo ou alugá-lo, diante das circunstâncias, ele vai desvalorizar mais ainda se o condomínio não inovar e deixá-lo bem apresentado e seguro.

O mesmo vale para quem quer vender um imóvel. Se o imóvel em si e o condomínio não estiverem em ordem, bem apresentado e não oferecerem uma boa estrutura e até mesmo uma boa localização, você não poderá vendê-lo por um preço competitivo.

Por isso, criar maneiras de valorizar um condomínio é uma forma de agregar valor a ele, seja quantitativo, seja qualitativo, como bem-estar, conforto e segurança.

Desse modo, para te ajudar a entender o que valoriza um condomínio, separamos 10 aspectos para você considerar onde mora.

Continue lendo e confira!

O que valoriza o condomínio?

Nas reuniões dos condôminos, um assunto está sempre em pauta: como melhorar as dependências e, ainda, como garantir a segurança. Um condomínio é uma ‘propriedade comum’, ou seja, usufruída por mais de um morador.

Por isso, qualquer decisão exige uma assembleia geral, onde todas as ações são decididas em conjunto e, em caso de pagamentos extras, rateadas por todos na cota condominial.

Assim, morar em condomínio exige mais do que uma socialização com vizinhos – determina também uma participação ativa nas decisões referentes à manutenção, reformas, entre outras precauções necessárias.

Dessa forma, aspectos físicos do condomínio e o leque de opções de lazer que ele oferece é uma forma de valorizar o local e ainda atrair novos inquilinos ou compradores.

Por isso, separamos alguns aspectos que valorizam um condomínio. Acompanhe.

1. A localização é essencial

Sim! A localização é um dos fatores que mais valorizam um condomínio. Pois, quanto mais perto de centros comerciais, áreas de alto padrão, próximo a natureza e regiões mais tranquila, mais valorizado é o condomínio.
Entretanto, como a localização é uma coisa que não se pode mudar, se o seu condomínio não for “bem localizado”, aposte em torná-lo em um condomínio seguro, confortável, tranquilo, organizado e bem apresentável.

Agora, se você está procurando um condomínio para morar, invista em um que tem uma ótima localização.

2. Áreas comuns do condomínio bem cuidadas

As áreas comuns dos condomínios, que são usadas por todos, devem sempre estar bem organizadas, limpas e com a manutenção em dia.

Ou seja, não deixe a pintura descascar, dê ideia ao síndico para contratar uma decoradora para deixar o local bonito e confortável e preze sempre pela organização e limpeza desses locais.

Além disso, todos os elementos devem sempre estar em bom funcionamento e em perfeitas condições de uso.

Desse modo, se no seu condomínio não tem áreas comuns em boas condições e não tem salão de festa, piscina e playground, por exemplo, leve essa ideia para as assembleias do condomínio.

Esses fatores físicos valorizam o local e são investimentos estratégicos para atração e retenção de moradores.

Agora, se seu condomínio tem essas áreas e elas não estão em bom uso, abaixo te mostramos como manter o bom funcionamento desses espaços.

Até porque, de que adianta ter, se não tem como usar, não é mesmo?!

  • Piscina

Ter uma piscina no seu condomínio é uma maneira de valorizar o local, pois a piscina oferece uma opção de lazer e conforto para os moradores.

Entretanto, para ter uma piscina em bom funcionamento, deve-se fazer a manutenção diária, checar o sistema de funcionamento, ficar atento a pequenos reparos e também preservar os moradores de escorregões e acidentes.

  • Espaço gourmet

Espaços gourmet possuem cozinha, churrasqueiras e fornos para assar pizza para você chamar os amigos e a família para um almoço de domingo, por exemplo.

Desse modo, dispor dessa área é uma forma de fidelizar os moradores e oferecer mais um espaço de recreação.

Assim, é importante que tudo esteja sempre limpo e organizado para uso e no local deve-se ter cadeiras, mesas e, a depender do tamanho da área, pode ter várias churrasqueiras para mais de um morador poder usufruir do local.

  • Academia

Ter uma academia no condomínio é um dos atrativos que mais conquista os moradores. Pois eles não precisam “sair de casa” para se exercitar.

Contudo, a academia deve ser inovadora. Não adianta oferecer os aparelhos básicos, usados e com funcionamento duvidoso. Ou seja, tudo deve parecer novo, em perfeita forma e oferecer o que as academia de fato oferecem.

Pois, se a academia do condomínio for defasada, os moradores não vão usá-la e isso não vai ser diferencial ao olhar deles.

Além disso, para se ter uma academia deve-se levar em consideração a manutenção dos equipamentos, o piso do local e também estudar a contratação de um personal trainer como bônus.

  • Playground e brinquedoteca

Oferecer locais de lazer para as crianças também é uma das opções para valorizar o condomínio. Desse modo, ter um playground e/ou uma brinquedoteca é uma excelente opção.

Assim, fique atento à manutenção dos brinquedos e também ao que as crianças gostam de brincar e passar o tempo livre.

  • Salão de festas

Muito valorizados pelo mercado, os salões de festa são locais onde o morador pode alugar para fazer festas, confraternizações e reuniões de família. Ou seja, é uma forma de economia para o morador e também de conforto.

Dessa forma, o salão de festa deve ser um espaço amplo, elegante e oferecer os equipamentos básicos para festas. Além disso, os banheiros devem ser clean, modernos e limpos.

Vale lembrar que para usar o salão de festa o morador deve seguir regras, pois é um espaço comum do condomínio.

Para além dos aspectos físicos que podem valorizar um condomínio, existem serviços qualitativos que ajudam também a agregar valor.

Abaixo, separamos mais dicas de como fazer isso. Confira!

3. A aparência de um condomínio diz muito sobre seu valor

Muito se fala sobre não julgar um livro pela capa, mas quando o assunto é condomínio, a aparência é tudo.

Pois uma pintura nova, nas cores certas, tudo organizado, planejado, novo e moderno chama a atenção e isso valoriza um condomínio.

Além disso, a aparência dá a ideia de amplitude, modernidade, conforto e status, o que é um diferencial para os moradores.

4. Condomínio acessível é mais valorizado

Atualmente oferecer locais acessíveis é obrigatório. Ou seja, além de valorizar o condomínio, morar em um local acessível é uma forma de promover a inclusão e a comodidade de pessoas com deficiências.

Nesse sentido, é indispensável que nas áreas comuns do condomínio tenham rampas, corrimões, elevadores e outros equipamentos que garantam o fácil acesso ao condomínio.

Desse modo, para fazer essas adaptações é importante contratar uma empresa especializada para fazer uma análise técnica do local, mapear as mudanças, elaborar um projeto e executar sem transtornos.

5. Projetos sustentáveis agregam valor ao seu condomínio

Sustentabilidade é a palavra do século. Dessa forma, contar com projetos sustentáveis no seu condomínio é uma forma de agregar valor ao local.

Uma forma fácil de fazer isso é implantar projetos de redução do uso de água e energia, descarte correto do lixo e até mesmo parceria com empresas de coleta seletiva.

Outras opções são implantar a energia solar fotovoltaica no condomínio, o reaproveitamento de água da chuva e a criação de uma horta comunitária nas dependências do condomínio, por exemplo.

6. Segurança dos moradores como prioridade

Um grande diferencial para os moradores quando vão escolher um condomínio é a segurança.

Por isso, é fundamental que o condomínio ofereça serviços que deixem o local mais seguro, como: portaria, muros altos, cerca elétrica, controle de acesso, monitoramento, câmeras 24h e outros.

Até porque segurança não é gasto, é investimento. Pois a tranquilidade de morar em um local seguro é indescritível.

Desse modo, invista em segurança e assim, fidelize os moradores e valorize cada dia mais seu condomínio.

7. Manutenção preventiva em dia

O serviço de manutenção preventiva é um atrativo para os moradores, pois, isso quer dizer que o condomínio cuida do bem estar dos moradores.

Desse modo, desenvolver um plano de manutenção preventiva para o seu condomínio é uma forma de valorizá-lo. Assim, garante-se que cada item, como jardins, áreas de lazer e elevadores, por exemplo, estarão em perfeito funcionamento, sem brechas para reclamações, problemas e até mesmo acidentes.

Ou seja, no plano de manutenção preventiva deve-se levar em consideração a identificação e resolução de reparos, manter atualizada a lista de manutenção dos elevadores, ficar de olho na validade dos extintores e fazer uma visita diária aos geradores e sistemas elétricos e hidráulicos.

8. Revitalização periódica

Renovar é uma forma de sempre se manter atualizado. E, isso vale para qualquer um e também para condomínios.

Ou seja, quando o condomínio preza pela modernidade e comodidade dos seus moradores estar em constante renovação é essencial. Por isso é importante estar aberto a mudanças e incorporar tecnologias no dia a dia do condomínio.

Dessa forma, é importante fazer a revitalização periódica em todas as áreas, desde a fachada a áreas comuns do condomínio. Quanto mais moderno e alinhado com as tendências, maior será a valorização.

9. Finanças em ordem

Administrar um condomínio não é fácil, porém, com organização e transparência, é possível. Por isso, manter as contas em dia é uma forma de valorização do local.

Quando as finanças vão bem, há recursos para investir em novas aquisições ou serviços e, assim, revitalizar o condomínio.

Agora, quando as finanças vão mal, o condômino se sente frustrado, pois esses gastos serão maiores – o que não agrada ninguém, não é mesmo?!

Assim, além de manter as contas em dia, é importante ter um Fundo de Reserva para imprevistos e Fundo de Benfeitorias para, desse modo, valorizar o condomínio e deixar os moradores tranquilos quanto às finanças.

10. Conveniências e serviços

Se tem uma coisa que brilha os olhos dos moradores e é fator determinante na hora de escolher um imóvel para morar são as conveniências proporcionadas pelo condomínio à sua comunidade. São aqueles itens, serviços e espaços que facilitam o dia a dia apressado, resolvam problemas reais e que melhoram – e muito! – a experiência de morar em condomínio. Alguns exemplos:

  • Lojas de conveniência ou minimercados;
  • Feiras;
  • Espaços makers, tais como bancadas para trabalhos manuais e painel de ferramentas, já equipados;
  • Armários inteligentes ou lockers para recebimento de entregas e encomendas;
  • Lavanderias coletivas;
  • Bicicletas compartilhadas;
  • Áreas de coworking;
  • Espaços para atendimentos aos moradores, como serviços de beleza, cuidados com roupa e animais de estimação.

Pronto, agora que você sabe o que valoriza um condomínio, leve essas ideias para o síndico e veja com ele uma oportunidade para apresentar esses projetos para os outros condôminos na próxima assembleia.

Fonte: Síndiconet

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Os custos do condomínio são despesas essenciais para manter o…
Cresta Posts Box by CP