Precisa fechar a sacada em seu condomínio? Então você deve conhecer estas informações!

142 Grupo Sea (9) - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

Você pretende realizar o fechamento da sacada do seu apartamento?

Muitos condôminos acabam optando pelo fechamento das sacadas de seus apartamentos seja para aumentar a área de convivência, evitar ações do tempo etc.

Porém, o problema é que alterações como esta podem afetar a fachada do prédio, que é área comum do condomínio.

Para evitar transtornos, é necessário seguir as regras da convenção, regimento interno, deliberações em assembleias ordinárias e/ou extraordinárias e, ainda, legislação vigente.

Assim, antes de realizar qualquer alteração na sua sacada, é importante consultar o síndico do seu condomínio para entender o padrão adotado.

E para ajudar você, seguem algumas dicas a serem observadas antes de decidir pelo fechamento da sacada da sua unidade.

– Dica 1: Entenda como deve ser a estrutura

Antes de fechar a sua sacada, saiba que existem dois tipos de fechamento que podem ser adotados:

  1. A cortina de vidro retrátil: esta é mais comum, pois permite abertura completa de quase todo o espaço;
  2. Caixilhos de alumínio e vidros fixos ou deslizantes: pouco utilizados, pois permite apenas a abertura parcial da varanda.

Importante ressaltar que no fechamento da sacada, a aplicação do vidro deverá ser do tipo laminado ou temperado, para evitar estilhaçamentos caso sejam quebrados por conta de impactos.

– Dica 2: Quem é o responsável pelo fechamento das sacadas 

O fechamento da sacada é responsabilidade do proprietário da unidade, o qual irá arcar com as despesas e também com as possíveis consequências trazidas com o descumprimento das normas.

Logo, ao contratar uma empresa para realizar o fechamento da sacada, certifique-se de que, além de fornecer mão de obra qualificada para o serviço, não realize apenas a instalação, mas também instale seguindo as normas internas do condomínio e legislação.

– Dica 3: Cumprir as exigências condominiais

Assim que a sua sacada for fechada, o síndico vai verificar se os padrões estabelecidos foram atendidos.

Por este motivo, o síndico é a quem você deve recorrer antes de iniciar a obra, pois ele poderá lhe ajudar quanto a cumprir as exigências do condomínio, garantindo assim tranquilidade durante a obra.

É importante você saber que o projeto de fechamento da sacada deve atender a NBR 16259/2014 (sistemas de envidraçamento de sacadas), da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Também é necessário apresentar o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) ou a Anotação de Responsabilidade Técnica (RRT) específico para o respectivo fechamento.

Mas e se meu condomínio não tiver regras para o fechamento da sacada? 

Mesmo que o condomínio não possua normas internas específicas quanto ao fechamento de sacadas, a legislação deve ser cumprida.

Para realizar obras de forma mais tranquila e equilibrada é importante você contar com uma assessoria de qualidade.

Embora o fechamento da sacada não seja uma obra complexa, estar atento às diversas normas e questões envolvidas vai ajudar você a evitar muitas “dores de cabeça”, inclusive processo judicial para desfazer sua obra de fechamento da sacada.

Saiba que, atualmente, o entendimento que prevalece na jurisprudência dos tribunais é de que o conceito jurídico de fachada abrange todas as faces do condomínio edilício, ainda que não visíveis de forma imediata aos transeuntes.

Conforme artigo 1.336, II e III do Código Civil, é dever do condômino não realizar obras que comprometam a estabilidade e a segurança da edificação, ou importem em alteração da sua fachada

Ainda o artigo 10 da Lei 4.591/64 dispõe que é proibido a qualquer condômino alterar a forma externa da fachada, bem como que o proprietário, ou titular de direito à aquisição de unidade, poderá fazer obra modifique a fachada, se obtiver a aquiescência da unanimidade dos condôminos.

Logo, é proibido ao condômino promover obras que importem em alteração da fachada da edificação, salvo se obtiver autorização unânime dos condôminos.

Não obtendo, poderá ser compelido a desfazer as alterações introduzidas no imóvel.

Por isso, se você pretende fechar sua sacada deve seguir o padrão de fechamento do seu condomínio, nunca destoando do padrão, bem como da legislação.

Fonte: Viva o condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

O condomínio é obrigado a instalar tomadas para carros elétricos?

O condomínio é obrigado a instalar tomadas para carros elétricos? Por Fernando Augusto Zito e Carlos Simão* Essa questão está se tornando cada vez mais comum na vida em condomínios, devido ao aumento significativo na venda de carros elétricos e híbridos no Brasil. De acordo com a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores),

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Recomendado só para você
Bater um papo no elevador, compartilhar áreas de lazer e…
Cresta Posts Box by CP