Precisa mudar a convenção e o regulamento do seu condomínio? Entenda como fazer!

142 Grupo Sea (1) - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

Os dois principais pilares da gestão de um condomínio são a convenção e o regulamento interno, pois ambos os documentos trazem informações claras e extremamente necessárias sobre como deve ser a vida no local.

Justamente por isto é que eles precisam ser muito bem redigidos e permanecer atualizados constantemente.

DIFERENÇAS ENTRE CONVENÇÃO E REGULAMENTO INTERNO

Entre as principais diferenças entre estes documentos é importante saber que na convenção devem estar firmadas as regras mais globais do condomínio, enquanto que no regulamento interno devem ser tratados os assuntos mais cotidianos.

Por exemplo, a convenção deve trazer informações sobre assuntos como a cobrança de inadimplentes, previsão de divisão de despesas, etc. Já no regulamento interno devem ser apresentadas informações sobre o uso de salão de festas e áreas coletivas e procedimentos de segurança, por exemplo.

COMO REALIZAR MUDANÇAS

Em todos os momentos em que sejam necessárias alterações é preciso adotar alguns cuidados e cumprir algumas exigências como o cumprimento do quórum qualificado para votação, com a quantidade mínima de condôminos presentes e mediante o aviso antecipado sobre o assunto da votação no momento da convocação da assembléia.

Para a alteração entrar em vigor, o entendimento geral é de que será preciso que a votação seja validada por 50% mais um dos votos. No entanto, há correntes de especialistas que afirmam ser necessária a realização de diversos outros quóruns.

Além da validade da votação, para não haver sombra de dúvidas sobre a legitimidade da convenção e do regulamento interno o ideal é contar com a ajuda de profissionais especializados, como advogados, para que as alterações realmente sejam produtivas e não gerem dúvidas.

Por fim, para validar todo o processo de mudança é preciso formalizar todas as alterações em uma ata, muito bem redigida, feita por este profissional especialista, durante a assembléia na qual todas as medidas foram votadas e aprovadas, para que ao final da reunião o documento seja registrado, vigorando assim o novo documento.

Fonte: BrasilBrasil Advogados

Fonte: Viva o Condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
Enquanto no primeiro toda a área pertence aos moradores, no…
Cresta Posts Box by CP