Decoração de condomínios: garanta charme e sofisticação às suas áreas comuns!

142 Grupo Sea (3) - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA

Índice

A verdade é que o ambiente pelo qual se vive tem de ser bem decorado e cuidado. Isso vale não apenas para se viver bem, mas sim para valorizar o patrimônio dos condôminos. Além disso, a decoração das áreas comuns de condomínios é o cartão de visitas do empreendimento. 

Falar em valorização pode ser uma tarefa simples. Porém, agradar aos mais variados gostos dos moradores pode ser um trabalho bem difícil. Neste cenário, é sabido que quem escolhe a decoração das áreas comuns é o síndico. Todavia, para manter a boa convivência, é conveniente que o mesmo consulte os condôminos em uma assembleia. Dessa forma, garante-se que ninguém saia prejudicado.

Outro fator que é passível de se levar em conta no momento de decorar ou redecorar os ambientes do condomínio é o estilo. Nesta linha, um trabalho de decoração e design atemporais é o recomendado por Adriano Caetano, da Arquitetura Caetano e Pastorelli, que atua em projetos comerciais, industriais e residenciais. “Desta forma, não se perde conceitos de modernidade e atualidade do projeto de arquitetura”, afirma Adriano Caetano.

Outras dicas de decoração de áreas comuns de condomínios

Cores

Em áreas de recepção, hall, entre outros, nos quais o uso é muito mais adulto do que infantil, são recomendadas cores neutras. Já em áreas como espaço teen, garage band, brinquedoteca e salões de jogos, pode ousar sem medo.

Fonte: Canva

Consulte um profissional

Um arquiteto ou designer de interiores sempre irá ajudar a pensar no projeto como um todo. Desde o piso até o mobiliário. Além disso, sempre recomendamos que seja alguém especializado na área de condomínios. Isso porque estes profissionais já estão acostumados e familiarizados em projetos corporativos e comerciais. Desta forma, os riscos de erro são reduzidos.

Fonte: Canva

Resistente

Uma vez que irá ficar em área que tem fluxo intenso de pessoas, o mobiliário deve ter boa resistência e também bons acabamentos. O tipo da madeira, os tecidos e as lâminas devem ser escolhidos com bastante atenção.

Fonte: Canva

Acessibilidade

Um tema muito em pauta nos dias de hoje também deve ser levado em consideração na hora de decorar as áreas comuns de condomínios. O grupo de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, que engloba idosos, pessoas com deficiência visual, cadeirantes e gestantes tem de ser levado em consideração na hora de desenhar todo o projeto de arquitetura. Isso porque tornar o ambiente acessível é obrigação nos dias de hoje.

Fonte: Canva

Confortável, mas nem tanto quanto uma sala de estar

De acordo com os especialistas da Arquitetura Caetano e Pastorelli, o mobiliário de áreas comuns de condomínios, a exemplo do hall social, deve ser robusto, de boa presença, mas não tão confortável. Isso porque é um espaço para que visitantes aguardem por alguns minutos, e não para reuniões familiares e/ou sociais.

Fonte: Canva

Composição equilibrada

A composição dos materiais do hall deve ser fixa. Para o balcão de recepção, as mesas de centro ou de canto, entre outros itens de decoração, a dica é para a escolha de materiais de madeira, granito, vidros comuns e coloridos. Além disso, iluminação deve ser em LED e os espelhos comuns também dão um belo toque de amplitude e elegância ao condomínio.

Fonte: Canva

Fonte: Grupo CondoCenter

Fonte: Viva o Condomínio

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post [type]

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Cta Post.png - Administração de condomínios em Osasco | Grupo SEA
Veja também

Posts Relacionados

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?

Conflitos entre convenção e regimento interno: Qual vale?   Em um ambiente condominial, manter uma convivência harmoniosa entre os moradores é crucial para preservar um ambiente agradável e seguro para todos. No entanto, é comum surgirem questionamentos e desacordos quanto à interpretação das normas que regem o funcionamento do condomínio, especialmente em relação à convenção

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças

Fundo de reserva e fundo de obras: entenda as diferenças O que é fundo de reserva?  A gestão financeira é um dos aspectos mais cruciais na administração de um condomínio. Isso porque ela é essencial para manter as contas em ordem e garantir a manutenção da estrutura e das áreas comuns do condomínio. Existem dois

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis

Quando o síndico pode ser processado? Veja lei e casos possíveis   O síndico é a pessoa designada legalmente para representar o condomínio. Entre suas responsabilidades estão a administração do condomínio, a garantia do cumprimento das regras para promover uma convivência harmoniosa entre os moradores, o fornecimento de prestação de contas e outras obrigações estabelecidas

Recomendado só para você
A recepção é essencial para o funcionamento de prédios e…
Cresta Posts Box by CP